Adolf Hitler tinha um ‘micropênis, dormia com a sobrinha e gostava de ser chutado durante o se**



Adolf Hitler foi responsável pela morte de dezenas de milhões de pessoas antes e durante a Segunda Guerra Mundial

Adolf Hitler foi um dos tiranos mais temidos da história da humanidade

Adolf Hitler foi um dos tiranos mais temidos da história da humanidade – responsável pela morte de dezenas de milhões de pessoas. A Segunda Guerra Mundial durou seis longos anos e a Grã-Bretanha e as forças aliadas se esforçaram para derrotar os nazistas.

Durante seu governo na Alemanha, o ditador aprisionou milhões de homens, mulheres e crianças judias em seus horríveis campos de extermínio, matando-os em câmaras de gás. O ditador não gostava de pessoas “”diferentes”” e tinha o planos de criar um mundo somente com pessoas perfeitas.

Mesmo agora, 75 anos após o fim dos combates brutais, campos de concentração como Bergen-Belsen e Auschwitz ainda carregam as cicatrizes das terríveis atrocidades que ocorreram ali. Mas o que poderia transformar um menino da Áustria no líder mais desprezível do mundo – um psicólogo acreditava ter a resposta.

Em 1943, o professor Henry Harvay, de Harvard, foi contratado pelo Escritório de Serviços Estratégicos dos EUA, um precursor da CIA, contratou Murray para estudar a personalidade de Adolf Hitler.

O psicólogo Henry Murray descreveu Hitler como um “desastre total”

Seu relatório de 229 páginas faz uma leitura angustiante e fala de uma criança danificada além do reparo por seu pai tirânico e sua obsessão por sua própria mãe. Dizem que Hitler capturou seus pais fazendo se**, o que apenas alimentou seu amor por sua mãe e seu ódio por seu próprio pai. Murray desmascarou os traços sexuais perturbadores de Hitler – e deformidades físicas – que o fizeram acreditar que ele era um homem menor.

Ele descreveu o líder nazista como um “desastre total” que era “incapaz de relacionamentos humanos normais”.

Hitler odiava seu pai e era obcecado por sua mãe (Imagem: Getty)

Murray escreveu: “É sempre impossível esperar por qualquer misericórdia ou tratamento humano dele”.

O psicólogo acredita que os sentimentos de inadequação de Hitler começaram quando ele ainda era criança. Ele era um jovem pequeno, doentio e frágil que até se recusou a ir à escola porque não era tão inteligente ou alto quanto seus colegas de classe.

Diz-se também que a mãe de Hitler estragou o filho quando ele ainda era criança, permitindo que ele abandonasse a escola. Ele não foi forçado a participar de nenhum esporte ou trabalho manual e foi recusado várias vezes quando tentou se juntar ao exército austríaco.

Hitler era uma criança pequena e frágil (Imagem: News Dog Media)

O garoto problemático desenvolveu um fascínio distorcido pela “força bruta, força física, dominação implacável e conquista militar”. Seus desejos doentios também se manifestavam em sua vida pessoal, com ele embarcando em relacionamentos abusivos com mulheres, que ele adorava humilhar, segundo o Dr. Murray.

Ex-parceiros sexuais dos nazistas disseram ao Dr. Murray que Hitler era incapaz de consumir seus relacionamentos de maneira normal. O relatório afirma que Hitler tinha um micropênis e apenas um testículo – ele também tinha algumas fantasias se***** bizarras. Murray escreveu que Hitler gostava de mulheres para defecar nele e gostava de ser chutado quando fazia se**.

Renate Muller, uma estrela de cinema alemã, supostamente teve que chutar Hitler enquanto ele estava deitado no chão depois do se** – ela mais tarde se suicidou.

O relatório dizia: “Essa enfermidade devemos reconhecer como uma instigação aos desejos exorbitantes de superioridade.

“Incapaz de demonstrar o poder masculino diante de uma mulher, ele é impelido a compensar, exibindo um poder insuperável diante dos homens em todo o mundo”.

Até sua própria família não estava a salvo das perversões de Hitle, de acordo com o Dr. Murray, que afirma ter feito sexo com sua própria sobrinha. Acredita-se que ela tenha dito ao defensor nazista Otto Strasser, que fugiu da festa logo depois. Diz-se que Hitler sofria de palmas das mãos suadas e “olhos mortos”, concentrando seu ódio nos judeus simplesmente porque sentia que eles eram um alvo fácil.

No entanto, mesmo no auge de seu poder, diz-se que Hitler foi atingido por uma consciência preocupante.

Murray disse: “Ele tem pesadelos de má consciência e tem longos períodos em que energia, confiança e poder de decisão o abandonam”.

Mas quando os sentimentos passavam, ele retornava com “decisão resoluta de contra-atacar com grande força e crueldade”.


Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Hermes Dagoberto disse:

    Gostei do assunto de sua divulgação, gostaria de ver se é pertinente para meu site.

    Saudações.
    Att.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *