o coronavírus também pode prejudicar a função cardíaca e renal


Os rins não são os únicos órgãos principais afetados pela doença grave de Covid – as diretrizes do Instituto Nacional de Excelência em Saúde e Cuidados dizem que os médicos que tratam os pacientes devem estar atentos à procura de sinais de lesão miocárdica aguda também

Os sintomas de um ataque cardíaco agudo incluem dor no peito, palpitações cardíacas, cansaço intenso e falta de ar (Imagem: Getty)

O Covid-19 está se tornando uma doença mais complicada do que pensávamos – e não apenas uma doença do sistema respiratório e dos pulmões. Também estamos percebendo que isso pode afetar vários de nossos principais órgãos, incluindo os rins, onde pode causar sérios danos.

Não se sabe amplamente que um quarto dos pacientes que precisam de ventiladores para tratar o coronavírus também precisam de rins artificiais para apoiar sua função renal em deterioração.

Mas os rins não são os únicos órgãos principais afetados pela grave doença de Covid. Uma nova diretriz do Instituto Nacional de Excelência em Saúde e Cuidados diz que os médicos que tratam pacientes com Covid-19 conhecidos ou suspeitos devem estar vigilantes em procurar sinais de lesão miocárdica aguda, ou seja, sinais de um ataque cardíaco relata Ingrid Torjesen no BMJ.

Os sintomas de um ataque cardíaco agudo incluem dor no peito, palpitações cardíacas, cansaço intenso e falta de ar. Estes sintomas são semelhantes às complicações respiratórias do Covid-19, pelo que pode ocorrer um ataque cardíaco. É crucial procurar um, investigando esses sintomas.

Um ataque cardíaco foi observado em quase um em cada 10 pacientes que morreram com o Covid-19 em hospitais italianos, apontou o NICE. Sua nova diretriz visa ajudar os profissionais de saúde, que não são especialistas em cardiologia, a identificar, monitorar e gerenciar pacientes com Covid-19 e problemas cardíacos.

O NICE recomenda o teste de níveis de marcadores de lesão cardíaca e inflamação presentes no sangue de pacientes com lesão cardíaca. A eletrocardiografia (ECG) pode identificar pacientes com suspeita de ataque cardíaco. Esses pacientes devem ser monitorados com frequência para identificar deterioração cardíaca ou respiratória.

Você pode gostar...