Pequim registra novo surto de coronavírus marcado como “extremamente grave”



A capital chinesa proibiu pessoas de alto risco de deixar a cidade e suspendeu hoje alguns serviços de transporte para impedir a propagação de um novo surto em outras cidades e províncias

Um novo surto de coronavírus em Pequim foi marcado como “extremamente grave”, em meio a temores de uma segunda onda de ataques na capital chinesa.

Pequim proibiu pessoas de alto risco de deixar a cidade e suspendeu hoje alguns serviços de transporte para impedir a propagação de um novo surto em outras cidades e províncias.
O centro financeiro da China, Xangai, exigiu que alguns viajantes de Pequim ficassem em quarentena por duas semanas, já que 27 novos casos de COVID-19 elevaram o atual surto da capital para 106 desde quinta-feira.

Isso faz com que seja o surto mais sério na China desde fevereiro, levando a temores de uma segunda onda da doença que surgiu em Wuhan no final do ano passado e já infectou mais de 8 milhões de pessoas em todo o mundo.

“A situação epidêmica na capital é extremamente grave”, alertou o porta-voz da cidade de Pequim, Xu Hejian, em entrevista coletiva. “

“No momento, precisamos tomar medidas estritas para impedir a disseminação do Covid-19”.
Yang Zhanqiu, vice-diretor do departamento de biologia de patógenos da Universidade de Wuhan, disse que achava que o novo surto ocorresse com uma cepa mais contagiosa do vírus, informou o Guardian.

“Pequim tomará as medidas mais resolutas, decisivas e rigorosas para conter o surto”, disse Xu Hejian, porta-voz do
governo da cidade de Pequim, em entrevista coletiva nesta terça-feira.

A cidade designou 22 bairros como áreas de risco médio a partir de segunda-feira.
Áreas de risco médio são necessárias para tomar medidas rigorosas para bloquear a possível entrada de infecção.
Todos os grupos de alto risco em Pequim, como pessoas que são contatos próximos de casos confirmados, não têm permissão para deixar a cidade, informou a mídia estatal na terça-feira, citando autoridades municipais.
Todos os serviços de táxi e veiculação de automóveis também foram suspensos. Algumas rotas de ônibus de longa distância entre Pequim e as províncias próximas de Hebei e Shandong também foram interrompidas.
Pelo menos três serviços de ônibus de Hebei e outro da Mongólia Interior para o Aeroporto Capital de Pequim, um importante centro de trânsito regional, foram suspensos.
O surto foi localizado no amplo centro comercial de alimentos Xinfadi, no sudoeste de Pequim.



Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *