Mulher de 103 anos se cura do coronavírus e comemora bebendo cerveja



Jennie Stejna, 103 anos de idade, deu um chuta no coronavírus e comemorou bebendo cerveja

Jennie Stejna de 103 anos se cura do coronavírus (Foto: Reprodução | R7)

Ela foi a primeira em sua casa de repouso a testar positivo para coronavírus – e a primeira a se recuperar. Então Jennie Stejna, uma tataravó de 103 anos, filha de três filhos e fã de esportes de Boston, conhecida por ouvir jogos do Red Sox no rádio, comemorou a cura bebendo uma cerveja.

Stejna contraiu coronavírus há algumas semanas e, segundo membros da família, não era esperado que ela sobrevivesse. Os membros da família já haviam telefonado para Stejna no Life Care Center de Wilbraham para se despedir depois que sua condição piorou, disse Shelley Gunn, neta de Stejna, ao Journal.
Mas em 13 de maio, ela teve uma reviravolta.
“Essa velha avó polonesa nossa derrotou oficialmente o coronavírus”, disse Adam Gunn, neto de Stejna, ao Journal.
A equipe do lar de idosos ofereceu a Stejna – ex-entusiasta de bingo e crochê até ser diagnosticada com artrite – um Bud Light gelado para comemorar as boas novas.
Stejna, que tem um “espírito de luta feroz” de acordo com a neta, apreciou alguns goles e disse “está frio”, em um vídeo postado pelo TMZ . Perguntada se a cerveja estava boa, ela simplesmente respondeu: “Sim”.

Stejna viveu no oeste de Massachusetts a vida toda, informou o Journal. Seu marido, Teddy, morreu aos 82 anos em 1992; o casal ficou juntos por 54 anos, disse a família.



Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *