Dois homens foram condenados pela justiça por injúria racial contra a jornalista Maju coutinho

Os homens foram condenados há seis anos de prisão em regime semiaberto por injúria racial contra a jornalista

Maria Júlia Coutinho (Foto: Reprodução | wikipedia)

Erico Monteiro dos Santos e Rogério Wagner Castor Sales foram condenados pelo o juiz Eduardo Pereira dos Santos Júnior, da 5ª Vara Criminal da Capital Paulista, a 6 anos de prisão e multa por injúria racial contra a jornalista Maju coutinho e corrupção de menores.

Os dois homens usaram perfis falsos para atacar a jornalista com injúrias raciais  em redes sociais oficiais da rede Globo.

Para cometer os crimes, Érico e Rogério contaram com a ajuda de técnicos em informática e dois menores de idade.

“A condenação dos autores dos ataques à Maju Coutinho, sobretudo do líder da gangue virtual de mais de dez mil membros, é uma demonstração de que a internet não é um oceano de impunidade por onde navegam racistas e outros criminosos virtuais. Mesmo os que se escondem atrás de nicknames e de perfis falsos (fakes), como no caso, podem ser alcançados pela polícia, pelo Ministério Público e pela Justiça Criminal”, Disse um dos promotores do caso. Fonte: G1

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Alguem disse:

    So ouve pena Porque e global famosa ae a justiça alcança …mais casos semelhantes ao dela acontecem …com pessoas comuns e infelizmente a justiça não resolve nada…Só mimimi…..quem tem tem quem não tem não tem Não nada !………

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *