Juiz coloca presos para limpar ruas após tempestade

A lei de execução penal considera o trabalho do detento um dever social e condição de dignidade humana e finalidade educativa

Detentos limpando ruas de abre campo em minha minas gerais (Foto: Divulgação)

O Juiz de Direito Dr. Bruno Miranda  Camelo da comarca do município de Abre campo no estado de minas gerais colocou 33 detentos para limpar as ruas do município após  a enchente do rio Santana, ocorrida no dia 24 de janeiro de 2020, que encheu as ruas de lama.

A medida foi adotada de acordo com a Lei n° 12.433 de 29/06/2011, sendo autorizado de de imediato.

A própria lei de execução penal considera o trabalho do detento um dever social e condição de dignidade humana e finalidade educativa, além do que a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública – SESJUSP tem como política de humanização a utilização de a mão de obra carcerária.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *