‘Pensei que ele estava dormindo’, Disse namorada de homem picado por cobra no Panamá

o homem de 45 anos de idade, foi picado pela cobra ao tentar resgatar a companheira, Queila Souza, que havia caiu enquanto os dois faziam uma trilha, a família agora luta para congui o dinheiro do translado do corpo para o Brasil que custa cerca de R$ 35 mil

Sandro Godoy e Queila Souza faziam uma trilha no Panamá quando ele foi picado por uma cobra. — Foto: Queila Souza/Arquivo pessoal

O montanhista paranaense, Sandro Godoy, de 45 anos, morreu enquanto tentava salvar a namorada , Queila Souza, que havia caído enquanto os dois faziam trilha no Cerro Trinidad no Panamá.

O casal subiu o Cerro Tinidad no domingo (24). Ao descer da trilha, Queila escorregou, caiu por cerca de 200 metros e ficou desacordada até a noite. Na manhã do dia seguinte, ela subiu a trilha para procurar o namorado e encontrou Sandro morto.

Familiares e amigos se mobilizaram para tentar arrecadar dinheiro para fazer o translado do corpo do montanhista Sandro Godoy — Foto: Arquivo pessoa

“Eu encontrei o Sandro deitado em uma pedra. Achei que ele estava dormindo, então fui mexer nele, e o corpo já estava frio com mãos e lábios roxos e marcas de sangue”, afirmou Queila.

“O bombeiro disse que tem pegadas dele tentando descer para me resgatar, talvez nesse momento que ele foi picado”, afirmou a namorada.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *