Jovem negro foi vitima de preconceito após tirar fotos de uma rua

jovem negro vira alvo de ataques em grupos de whatsapp apos tirar fotos do bairro Eloy Chaves, em Jundiaí (SP)

Postagem em grupo de moradores do bairro alertou para a presença do adolescente — Foto: Reprodução/Facebook

Um jovem de 17 anos foi vitima de ataques preconceituosos em redes sociais apos tirar fotos do bairro Eloy Chaves, em Jundiaí (SP).

De acordo com Gabriel Souza, que trabalha em uma borracharia, o mal entendido teria ocorrido durante o expediente de trabalho, quando ele resolveu sair fotografando ruas do bairro com uma câmera que ele tinha acabado de ganhar.

apos este dia, fotos e áudios foram divulgados em grupos de moradores no Whatsapp e no Facebook alertando sobre a presença do rapaz e aconselhando que, se o vissem, acionassem a Guarda Civil Municipal.

“Um dia após as fotos serem feitas, no horário de almoço, saí para comprar um refrigerante próximo à borracharia. Percebi vários olhares de reprovação pela rua, mas achei que fosse por conta da roupa suja de graxa, então não dei importância”, Disse Gabriel Souza.

Gabriel disse que só ficou sabendo do mal entendido apos um amigo ver as fotos em um grupo e mostrar para ele.

o jovem chegou a registrar dois boletim de ocorrências em dois distritos policias mas não teve sucesso.

“O delegado de um dos distritos comentou que não havia crime para registrar boletim de ocorrência. Já outro delegado pediu que eu escrevesse meus dados em uma folha sulfite e fizesse uma foto para que eu pudesse ser investigado posteriormente, queria me fichar.” Disse Gabriel Souza.

Adolescente concilia trabalho de borracheiro com paixão pelas fotos em Jundiaí — Foto: Gabriel Souza

Adolescente ainda disse que concilia o trabalho de borracheiro com paixão pelas fotos.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *