Avião com Huck e Angélica que fez pouso forçado em MS tinha peça invertida: ‘O motor morreu no ar’

Polícia deve intimar novamente o piloto e realizar uma reprodução simulada dos fatos, utilizando aeronave semelhante.

A investigação criminal sobre o pouso forçado do avião com o casal de apresentadores Luciano Huck e Angélica em Mato Grosso do Sul apontou que uma peça importante do avião, o capacitor, foi instalado de forma invertida e fez o “motor morrer no ar”. A aeronave também levava os filhos do casal, babás e tripulação.

A Polícia Civil deve intimar novamente o piloto Osmar Frattini, que pilotava a aeronave. Além de depoimento, a polícia pretende realizar a reprodução simulada dos fatos, utilizando uma aeronave semelhante.

“Quando falamos em Polícia Civil, existe um inquérito que precisa explicar realmente o que aconteceu. Temos uma peça, que é o capacitor de combustível, que foi instalado invertido, de forma errônea, o que já caracteriza falha na manutenção e com isso já temos o nexo causal”, explicou ao G1 a delegada Ana Cláudia Medina, responsável pelas investigações.

“A mesma oficina homologada onde foi feita a manutenção desta aeronave, inclusive, já trabalhava com peças usadas. E, na ocasião, o trabalho foi feito pelo mecânico e ainda passou pelo inspetor, que revisou tudo e assinou embaixo”, completou a delegada.

Segundo Medina, quando a Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco) assumiu o inquérito, o motor e outras peças da aeronave já tinham sido comercializadas.

“Nós ainda não concluímos porque precisam ser feitas dinâmicas de voo conciliadas com a perícia criminal e o que foi coletado. O piloto deve nos explicar, no cenário, como houve a inversão da peça. Eles constatam a quantidade de combustível e também fazem uma inspeção externa visual, onde verificam o painel internamente, ligam a bateria e lá conferem o nível de combustível, entre outras questões”, explicou. Fonte: G1 MS

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *