Menina de 2 anos morre afogada em piscina da família em Porto Seguro

‘era uma criança muito ativa. Brincava muito’, diz avó da criança

Uma bebê de dois anos morreu depois de se afogar em Porto Seguro, na manhã desta sexta-feira (8). A criança chegou a ser transferida para o Hospital Geral do Estado, em Salvador, com vida, mas não resistiu.

A avó, Maria Gilda Alves, conta que estava com a neta Hadassa Sena Szigety na casa da irmã quando perdeu a menina de vista. Minutos depois, aproximadamente às 9h, viu o corpo da criança boiar na piscina.

No momento do afogamento, estavam na casa de dois pavimentos Maria, a irmã, identificada Sidneia Alves e dona do imóvel, e a bisavó da criança. A avó da bebê conta que estava com a mãe quando sentiu a ausência. Chegou a gritar à irmã, mas não adiantou.

Avó e neta moravam juntas, apenas as duas, numa casa no bairro Parque Ecológico, em Porto Seguro.

Costumava visitar a irmã com a bebê com frequência, mas afirma que o dia do afogamento foi o primeiro de Hadassa na piscina.

A família chegou a acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Foi um sobrinho, no entanto, que levou a menina ao Hospital Luís Eduardo de Porto Seguro.

A família diz que como não havia UTI infantil disponível na cidade, a menina foi transferida e chegou à capital por volta das 23h de sexta-feira (9).

A mãe da bebê, Geruza Sena, mora na Itália há três meses e, depois de receber a ligação de Maria, está a caminho do Brasil. “Ela trabalha com limpeza lá, mandava um dinheirinho para a menina”, conta Maria. Antes de partir para a Europa, pediu à mãe que se encarregasse um tempo da criação da menina.

O pai da criança é argentino e não tinha contato com a filha. O estrangeiro conheceu em Porto Seguro. Fonte: Correio 24 horas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *