‘Pergunta para as vítimas dos que morreram lá’, diz Bolsonaro sobre 57 mortos em presídio no AM

Presidente comentou confronto entre facções que deixou 57 mortos no presídio de Altamira, Pará, nesta segunda-feira (29). Massacre já é um dos maiores da história do país.
Bolsonaro ataca gays e negros
Foto: Reprodução /

Durante uma entrevista no Palácio da Alvorada, nesta terça-feira (30), Jair Bolsonaro disse a jornalistas que eles perguntassem para as “vítimas dos que morreram” no massacre ocorrido no presídio de Altamira, no Pará, o que eles acham sobre reforçar a segurança no presídio.

Nesta segunda-feira (29), um confronto entre facções criminosas dentro do Centro de Recuperação Regional de Altamira, deixou 57 mortos.

 Líderes do Comando Classe A (CCA) incendiaram cela onde estavam internos do Comando Vermelho (CV). De acordo com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), 41 morreram asfixiados e 16 foram decapitados.

“Pergunta para as vítimas dos que morreram lá o que que eles acham. Depois que eles responderem, eu respondo vocês”, disse o presidente.

O presidente conversou com jornalistas na portaria do Palácio da Alvorada (residência oficial da Presidência da República) após reunião com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Bolsonaro foi questionado sobre possível reforço na segurança do presídio.

Bolsonaro disse que vai comentar massacre em Altamira após as famílias das vítimas. Fonte: G1 DF

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *