Não sou talarica, não roubei namorado de ninguém”, diz Japa sobre polêmica.




Após ter sido esfaqueada na última terça-feira (16/4) dançarina da banda La Fúria Elizabete Gonçalves, conhecida como Japinha Negra Japa, decidiu se pronunciar neste domingo (21) sobre os boatos que surgiram sobre o caso.

Em vídeo divulgado em seu perfil do Instagram, Japa explica que conheceu Fabrício Santos Passos, com quem estava no dia do ocorrido, em um aniversário, dias antes. “Estávamos entre amigos e eu conheci essa pessoa, que se dizia solteira e desimpedida. Continuamos conversando e marcamos de sair na segunda. Passamos o dia bebendo e fomos pra casa dele”, conta ela.

De acordo com a dançarina, na manhã da terça-feira (16), Driele Gomes, que se dizia ‘mulher’ de Fábio, invadiu o apartamento e começou a esfaqueá-la. “Ela [Driele] já chegou puxando meu cabelo, me chamando de talarica, dizendo que eu sabia que ele tinha namorada. Depois me deu uma facada nas costas”, disse.



Japa ainda afirma ter provas de que Fábio alegava ser solteiro e que precisava esclarecer toda a situação verdadeira. “Eu não roubei o namorado de ninguém, não sou talarica”, desabafou.

No fim, ela agradece o carinho dos fãs e as orações feitas, e afirma ter perdoado a agressora. “Perdoo todo mundo que desejou minha morte, inclusive ela. Sei que cada um tem seus motivos, porém tirar a vida do outro, não existe motivo nenhum”, finaliza. Fonte: Aratu Online



VEJA OUTRAS NOTÍCIAS >>