Irmãos colocam metal no órgão genital para tornar os estupros mais dolorosos



Os irmãos Sandulache da Romênia estão em julgamento em Oviedo, na Espanha, por  tráfico de pessoas, estup*** e lavagem de dinheiro.

Os irmãos inseriram bolas de metal no órgão genital deles para causar mais dor às mulheres que eles estupravam.

Cristian e Sebastian Sandulache também foram acusados ​​de prostituir mulheres em um casa em Oviedo, na Espanha, onde arrecadaram até 10 mil libras por noite.

de acordo com os promotores do casos, os irmãos também são acusadosdes de corta braço de uma mulher com uma espada de samurai, e obrigar outros a comer notas de euro se não conseguissem ganhar dinheiro suficiente.

Eles são acusados ​​de tráfico humano , prostitu**** coerciva e lavagem de dinheiro na corte da Audiência Provincial de Oviedo.

No julgamento, eles foram acusados ​​de usar o comparsa Ionut Baciu para “trazer mais água” para ajudar as mulheres a engolir as notas de dinheiro, e avisaram: “Se isso acontecer de novo, da próxima vez vocês vão comer moedas”.

Cristian é o mais jovem dos dois, nascido em 1984, mas é o chefe de todo o esquema criminoso, enquanto seu irmão mais velho Sebastian ocupa um posto mais júnior na rede.

O tribunal foi informado de que, quando estavam na prisão, os irmãos fizeram uma série de cortes ao longo do órgão genital e inseriram pequenas bolas de metal nas incisões.

O acessório eram usados com o objetivo de  torna o ato mais prazeroso para eles e mais doloroso para as mulheres com quem eles praticavam.



Duas Vítimas, identificada apenas como AC e AGM, descreveram suas experiências no tribunal e dizem que foram levadas a acreditar que os homens eram seus namorados em seu país de origem.

Elas viajaram para a Espanha na esperança de um melhor modo de vida, mas somente quando chegaram descobriram que seus namorados aparentes eram de fato doentes que as sujeitavam a espancamentos, estupros, humilhações e ameaças, além de forçá-los à prostituição.

Uma vítima disse ao tribunal que Cristian ameaçaria “demitir” ou queimar sua mãe e sua avó, enquanto outro disse que eles ameaçaram estup**** sua irmã mais nova.

Algumas das vítimas ficaram grávidas por causa dos estupros, mas foram forçadas a abortar as crianças, mas tiveram que ir para a Romênia para realizar os procedimentos, pois haviam passado a 15ª semana de gravidez.

Outra vítima foi descrita como sendo uma lutadora com força física, que o irmão sujeitou a espancamentos que a deixaram incapaz de se mover da cama por uma semana.

Então eles supostamente cortaram seu braço com uma espada samurai katana.
Uma espada estilo katana foi supostamente usada para cometer o crime.

Os milhões de euros ganhos pelos irmãos foram transferidos para contas de parentes na Romênia.

de acordo com o tribunal, as mulheres conseguiam faturar cerca de £ 10.000 por noite nas casas noturnas, porém, só ganhavam £ 200 a cada 15 dias.

Os relatórios sugerem que os irmãos têm 23 registros policiais desde sua chegada à Espanha em 2013.

Antes do julgamento, eles passaram uma semana na prisão, antes de pagar 30.000 euros de fiança e serem liberados. A Olive Press informou que eles ainda estão nas ruas como o tribunal decidiu “eles não são um risco de fuga”.



VEJA OUTRAS NOTÍCIAS >>