Mãe de atirador de Suzano disse que filho sofria bullyng por causa das espinhas no rosto



Atirador de Suzano abandonou a escola devido a perseguição dos colegas por causa das espinhas no rosto

Guilherme Taucci de Monteiro, 17 anos, um dos atiradores da tragédia de Suzano (SP), parou de estudar devido ao bullying. A informação foi confirmada pela mãe, Tatiana Taucci, para a TV Bandeirantes.

No momento da entrevista, Tatiana estava indo para a casa de seu pai, que morava com Guilherme, para entender o que aconteceu. Ela disse só ter ficado sabendo do ocorrido pela TV. Na entrevista, quando perguntada se o filho sofria bullying por causa das espinhas no rosto, ela respondeu: “Ele até parou de estudar por causa disso”.


Ela disse não saber da intenção do filho em comprar uma arma. “Meu filho era uma criança tranquila. Tinha 17 anos, para mim era uma criança. Era um moleque tranquilo, não falava nada, ficava jogando videogame”, disse ela quando perguntada da lembrança de seu filho. Fonte: Yahoo notícias / Bandeirantes



VEJA OUTRAS NOTÍCIAS >>