“Nem a pior de todas as bombas teria feito isso” disse um morador da Praia do México após o furacão Michael



“Tudo está arrasado, tudo é demolido e explodido. Nem a pior de todas as bombas teria feito isso”, disse um residente local.

A praia do México era uma vez uma cidade pitoresca da praia. Agora, é uma comunidade de casas destruídas, muitas deixadas em um amontoado no meio da rua. Empresas e residências que já estiveram na praia desapareceram. O furacão Michael destruiu toda a área nesta quarta-feira às 13h40, com fortes ventos de 155 mph.



Um homem que veio checar a casa de sua avó disse que a casa havia desaparecido. É a mesma história em toda a cidade. Fileiras de condomínios relativamente novos desapareceram, sem provas de que foram deixadas para trás.

“Tudo está arrasado, tudo é demolido e explodido. Nem a pior de todas as bombas teria feito isso”, disse um residente local.

Uma equipe de busca e resgate do sul da Flórida está na cidade e eles têm um grande trabalho pela frente, procurando por sobreviventes.

A equipe de 116 membros está realizando avaliações de danos e prestando muita atenção nos edifícios remanescentes danificados.

Uma moradora local diz que começou a chorar porque está vendo pessoas de Miami e Lousiana que “entendem porque passaram por isso e estão lá para ajudar. Eles sabem o que fazer.”

As pessoas na Praia do México só querem o básico, querem saber quando vão ter água e energia novamente. A praia do México fica a cerca de 65 km a leste da cidade do Panamá.



veja outras noticias