Bombeira morre carbonizada após carregador de celular pegar fogo enquanto ela dormia



A vítima teria ido dormir e deixado o celular carregando em cima da cama dela

O fato triste aconteceu na madrugado do dia 02 de abril de 2018 no município de Gravataí no estado do Rio grande do Sul. A vítima identificada como Gislene Martins Goulart, 36 anos de idade, teria ido dormir e deixado o celular carregado em cima da cama dela, porem o carregado do celular pegou fogo após um curto-circuito e provocou um incêndio no apartamento de Gislene.



Por volta das 06h:30, o marido de Gislene, Ronaldo de Quadros, chegou em casa e a encontrou a esposa gemendo caída na sala do apartamento.

Gislene foi socorrida e internada no Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Porto Alegre com queimaduras de terceiro grau em praticamente todo o corpo, e bastante debilitada devido a fumaça inalada durante o incêndio.

Na manhã desta quinta-feira (19), Gislene acabou não resistindo as complicações causadas pelas queimaduras e veio a óbito.

Gislene era bombeira voluntária no município de Cachoeirinha.



Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.