Consciência negra: lembranças de uma imunda geração passada que será eternamente nossa vergonha.



O dia da consciência negra nos traz as lembranças de uma geração passada que nos envergonhara eternamente, e hoje nos faz refletir e pergunta a nós mesmos, será que realmente evoluímos?  Ou ainda existem muitos erros graves no nosso caráter que jugamos ser o certo, mas não, e ainda não nos conscientizamos?
Consciência negra lembranças de uma imunda geração passada que será eternamente nossa vergonha.

Ilustração

Na última segunda-feira (20), foi celebrado no Brasil o dia da “consciência negra”, ocasião criada em 2003, destinada a reflexão sobre a inserção dos negros na sociedade Brasileira.

Ocasião que também nos leva a refletis sobre uma antiga geração, não tão distante, que nos envergonhara por logos anos, geração essa que acreditava firmemente que seus princípios eram corretos, mas que na realidade não, eles apenas se tornaram uma classe de monstros, que por algum motivo ainda não entendido, achavam se corretos.

Esta mesma geração passada, deveria fazer a humanidade atual parar para pensar, não só na questão de raça e cor, mas muitas outras, e se perguntar, será que a conduta atual do ser humano realmente está correta? Será que ainda somo “monstros da caverna”, e dentro dos nossos pensamentos nós achamos seres evoluídos?

Hoje a escravidão já não existe, mas dentro de muitas pessoas ainda existe escondido e mascarado a indiferença, algo que precisa ser mudado, dentro dos corações de cada um.

As pessoas devem parar de olhar para o corpo do seu irmão, ou da sua situação social e financeira, e passar a observa o que realmente interna, que é a intenção do coração de cada pessoa.

Uma sociedade jamais viverá bem, se todos os seus membros não estiverem inseridos e em boas condições.


 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.